Enfermagem


O TÉCNICO EM ENFERMAGEM é o profissional que atua na promoção, prevenção,
recuperação e reabilitação dos processos saúde-doença. Colabora com o atendimento das
necessidades de saúde do paciente/ cliente, família e comunidade, em todas as faixas
etárias. Desenvolve ações de educação para o autocuidado, bem como de segurança no
trabalho e de biossegurança nas ações de enfermagem. Promove ações de orientação e
preparo do paciente para exames. Realiza cuidados de enfermagem, tais como: curativos,
administração de medicamentos e vacinas, nebulizações, procedimentos invasivos,
mensuração antropométrica e verificação de sinais vitais, dentre outros. Presta assistência
de enfermagem a pacientes clínicos e cirúrgicos em qualquer fase do ciclo vital. Participa
de uma equipe multiprofissional com visão crítica e reflexiva, atuando de acordo com
princípios éticos. Exerce ações de cidadania e de preservação ambiental


MERCADO DE TRABALHO

❖ Instituições hospitalares, ambulatoriais, clínicas, empresas, serviços sociais, serviços
de urgência, unidades básicas de saúde, Programa Saúde da Família, home care
(domicílio) e instituições de longa permanência para idosos.


COMPETÊNCIAS GERAIS

Ao concluir o curso de TÉCNICO EM ENFERMAGEM, o aluno deverá ter construído as
seguintes competências gerais:
• planejar e organizar o trabalho na perspectiva do atendimento integral e de qualidade;
• aplicar princípios e normas de higiene e saúde pessoal e ambiental;
• interpretar e aplicar normas do exercício profissional e princípios éticos que regem a
conduta do profissional de saúde;
• operar equipamentos próprios do campo de atuação, zelando pela sua manutenção;
• coletar e organizar dados relativos ao campo de atuação.

Além dessas competências deverá constituir, ainda, as seguintes competências básicas,
de caráter interprofissional:
• dominar habilidades básicas de comunicação em contextos, situações e circunstâncias
profissionais, nos formatos e linguagens convencionados;
• pautar-se na ética e solidariedade enquanto ser humano, cidadão e profissional;
• compreender as relações homem/ ambiente/ tecnologia/ sociedade e comprometer-se
com a preservação da biodiversidade no ambiente natural e construído, com
sustentabilidade e melhoria da qualidade de vida;
• participar de pesquisas, interpretar dados e indicadores de saúde;
• utilizar a informática como ferramenta de trabalho;
• aplicar os conceitos e princípios de gestão às atividades profissionais;
• valorizar a saúde como direito individual e dever para com o coletivo.

ATRIBUIÇÕES/ RESPONSABILIDADES

Exerce as atividades auxiliares, de nível técnico, atribuídas à equipe de enfermagem,
cabendo-lhe:
 assistir ao enfermeiro:
o no planejamento, programação, orientação e supervisão das atividades de
assistência de enfermagem;
o na prestação de cuidados diretos de enfermagem a clientes em estado grave;
o na prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral, em programas de
vigilância epidemiológica;
o na prevenção e no controle sistemático da infecção hospitalar;
o na prevenção e no controle sistemático de danos físicos que possam ser causados
a clientes durante a assistência de saúde;
o nas ações específicas de assistência a pacientes em tratamento específico, em
estado grave e em situações de urgência e emergência.

Deverá também:
 participar dos programas e nas atividades de assistência integral à saúde individual e
de grupos específicos, particularmente daqueles prioritários e de alto risco;

 participar dos programas de higiene e segurança do trabalho e de prevenção de
acidentes e doenças profissionais e do trabalho;
 executar atividades de assistência de enfermagem, excetuadas as privativas do
enfermeiro/ enfermeiro obstétrico/ obstetriz;
 integrar a equipe de saúde;
 cumprir e fazer cumprir o Código de Deontologia de Enfermagem;
 anotar no prontuário do cliente as atividades de assistência de enfermagem, para fins
estatísticos;
 participar de atividades de pesquisa em saúde;
 utilizar princípios éticos no tratamento do cliente e com a equipe multiprofissional.


ÁREA DE ATIVIDADES

A – EFETUAR PROCEDIMENTOS DE ADMISSÃO

➢ Recepcionar o paciente grave acomodando-o no leito.
➢ Monitorar paciente grave.

B – PRESTAR ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

➢ Aspirar cânula orotraqueal e de traqueostomia.
➢ Estimular paciente em estado grave (movimentos ativos e passivos).
➢ Introduzir cateter nasogástrico e vesical.
➢ Controlar balanço hídrico.
➢ Trocar fixação da cânula orotraqueal e/ ou traqueostomia.
➢ Acompanhar o paciente em ventilação mecânica.
➢ Monitorar evolução do paciente grave.

C – ADMINISTRAR MEDICAÇÃO PRESCRITA

➢ Instalar hemoderivados.
➢ Atentar para temperatura e reações de paciente em transfusões.
➢ Administrar produtos quimioterápicos.
➢ Administrar medicamentos em bomba de infusão.

D – AUXILIAR EQUIPE TÉCNICA EM PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS

➢ Auxiliar equipe em procedimentos invasivos.
➢ Auxiliar e atuar com a equipe em reanimação de paciente.
➢ Auxiliar e atuar com a equipe nas situações de urgência e emergência.
➢ Efetuar testes e exames (cutâneo, ergométrico, eletrocardiograma etc.).
➢ Controlar cadeia de frios.
➢ Controlar armazenamento dos imunobiológicos.
➢ Registrar efeitos adversos relacionados à vacinação.
➢ Divulgar medidas de proteção e prevenção das doenças transmissíveis.
➢ Registrar doenças de notificação compulsória.
➢ Controlar exames periódicos de funcionários.

F – PROMOVER SAÚDE MENTAL

➢ Averiguar paciente e pertences (drogas, álcool etc.).
➢ Prevenir tentativas de suicídio e situações de risco.
➢ Limitar espaço de circulação do paciente.
➢ Demarcar limites de comportamento.
➢ Disponibilizar pertences pessoais para paciente (preservação da identidade).
➢ Estimular paciente na expressão de sentimentos.
➢ Conduzir paciente a atividades sociais.
➢ Implementar atividades terapêuticas prescritas.
➢ Proteger paciente durante crises.
➢ Acionar equipe de segurança.

G – ORGANIZAR AMBIENTE DE TRABALHO

➢ Inspecionar carrinho de parada cardiorrespiratória (PCR).
➢ Verificar validade de materiais e medicamentos.
➢ Prevenir iatrogenias no trabalho da enfermagem.

H – DAR CONTINUIDADE AOS PLANTÕES

➢ Conferir quantidade de psicotrópicos.

➢ Conferir quantidade e funcionalidade de material e equipamento.

I – TRABALHAR COM BIOSSEGURANÇA E SEGURANÇA

➢ Vistoriar instalações e trabalhadores.
➢ Verificar condições ergonômicas no trabalho da enfermagem.
➢ Registrar acidentes de trabalho.
➢ Verificar riscos ocupacionais mais comuns no trabalho da enfermagem.

J – PROMOVER A SAÚDE DA FAMÍLIA

➢ Organizar grupos de promoção à saúde.
➢ Atualizar informações cadastrais.
➢ Atender usuários nas UBS, nos domicílios ou espaços comunitários.
➢ Realizar ações de prevenção de agravos e curativas.
➢ Realizar busca ativa de situações locais.
➢ Notificar doenças, agravos e situações de importância local.
➢ Identificar necessidades dos usuários.
➢ Promover a integralidade do cuidado.
➢ Participar das atividades de planejamento.
➢ Participar das avaliações da equipe.
➢ Incentivar a participação da comunidade.
➢ Identificar parceiros e recursos disponíveis na comunidade.
➢ Registrar as atividades nos sistemas de informação.
➢ Participar das atividades de educação permanente.
➢ Participar do gerenciamento de insumos.

K – PRESTAR COMUNICAÇÃO TÉCNICA

➢ Orientar família sobre doença mental.
➢ Trocar informações técnicas com a equipe.
➢ Recomendar abstenção de decisões durante surto mental.
➢ Solicitar presença no centro cirúrgico de outros profissionais.
➢ Ministrar palestras.
➢ Interpretar testes cutâneos.

L – DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS

➢ Manter-se atualizado.
➢ Preservar o meio ambiente.